segunda-feira, 4 de julho de 2011

SOS - SOCOROOOOOOO!

Oi gente! Ou melhor, SOCOROOOOOOOOOOO!
Quando eu comprei o livro azul da Encantadora de Bebês eu fiquei tão feliz!
Ele me ajudou demais, e até hoje recomendo, ele é maravilhoso!
Ai o tempo foi passando, a bebê crescendo e de repente, 2 anos!
Fala sério, deve ser alguma prova divina de resistencia.
Sabe quando você se sente naqueles programas, No Limite, Hipertensão, Extremo? É assim que me sinto.
As vezes acho que subir o Everest seria mais fácil!
Ai a gente recorre a tudo né, livros, conselhos, táticas e aos poucos vai enlouquecendo.
Vou descerver o que tá se passando lá em casa.
Imagine um Tsumani. Agora imagine que esse Tsunami grita e repete a mesma coisa 1 milhão de vezes.
É isso ai, lá em casa tá assim. Sem controle.
E AI MAMÃES CONTRA AS PALMADAS, O QUE EU FAÇO AGORA????
É porque ser mãe em tempo integral não dá né, quem vai compras o leitinho da criança???
E outra, mãe que não enlouquece, ou já é louca ou finge que não tá vendo!
CHEGA DE BLÁ BLÁ BLÁ!
Hoje depois da reunião da escolinha percebi que a Bia precisa de limites enérgicos urgente!
Mais como fazer??? É ninguém sabe ninguém viu né.....
Bom o livro SOS Babá é muito bom. Tem dicas valiosas e tira totalmente a culpa de se ser enérgico.
Tiro isso pela Bia mesmo. Na escolinha, a professora do segundo estágio é super rigida, cara fechada, não da moleza não, mais ........................  AS CRIANÇAS A AMAM DE PAIXÃO!
E claro, minha mãe tem a resposta: - Sabe por que elas a amam de paixão??
PORQUE CONFIAM NELA! (Tive que concordar, pessoas assim transmitem segurança).MÃE SOFRE!
Bom o jeito é mudar pra tentar colocar mais disciplina e educação dentro de casa.
E vamo que vamo, vivendo e tentando aprender.
BEIJOS!

5 comentários:

Liten disse...

Nossa menina nem me fale a Yaya está crescendo e estou preocupada pois ela é muito bagunçeira...ai ai aiiii

beijocas e adorei as dicas dos livors!

Simone disse...

acompanho o seu blog já faz um tempo, mas nunca postei...
sou mãe de um menino de 2anos e 7 meses... e meu conselho: seja amorosa, mas firme, ela está apenas te testando...é duro isso, mas é assim! ela precisa saber que quando é não, é não! fale 1, 2 ou 10 vezes..mas o ideal mesmo é faze-la pensar em outra coisa, tipo: não, mas ajuda a mae a varrer aqui?;... tente isso, para mim deu certo!
boa sorte!
Simone

Roberta disse...

Sinto pela sua postagem uma certa angústia com essa situação. E não é para menos. É complicado estar diante de uma situação onde não sabemos ao certo como lidar.

Apesar de achar que não existe receita pq cada criança é única, o limite deve ser dado sempre. A partir do momento em que se percebe que quem controla a situação é a criança, estamos sendo vítimas de manipulação. Isso não é bom pra ninguém, principalmente para a criança, que nessa fase precisa de uma referência que exerça autoridade (sem autoritarismo).

O auto controle é muito importante, se a criança percebe que está conseguindo tirar a mãe do sério ela vai tentar mais e mais. Então tente engolir a raiva e a frustração e falar com calma, mas muito firme, com aquele olhar "mau", rsrs.

Fiquei espantada qdo o filho de uma amiga confessou que qdo menor achava que precisava de uma mãe que desse limites...imagina!

Eu tenho um quarteto muito amado, que chegou após anos de tentativas, inseminações e FIV. A situação financeira só permitiu babá até os 6 meses. Depois disso sou eu sozinha, o papai à noite e uma faxineira 2X por semana. Outors parentes só em caso de doença. É loucura, mas a gente tenta encontrar as saídas.

Stephan, Bruna, Alicia, Simon disse...

Oi amiga, Bem vinda a face do inferno 2 anos... terrivel ne? Mais e isso que penso dos 2 anos da Alicia. Ñ se preoculpe ñ, quando ela estiver proxima dos 3 anos tudo mudar.Ela vai ficar uma seda de boa menina...

Fabi da Juju disse...

Oi Dri,

Calma mulher!!!
Olha só, sou mãe 24 hrs por dia e 7 dias por semana, não quero dizer que sou mais por isso, negativo, mas imagine que seja mais fácil perder a paciência passando mais tempo ao lado da pequena né??

Pois bem, mesmo assim, nunca dei nenhuma palmada na Ju, nem ao menos gritei com ela, claro que perco a paciência, mas manter o auto controle, é mega importante.

Agressões, geram agressões, gritos geram gritos, se tiver auto controle, sua filha automaticamente será mais controlada. Claro que a conquista é diária e não de uma hora para outra.

Dia desses em um consultorio medico, uma mãe morrendo de vergonha do seu garotinho de 2 anos, me perguntou: Não sei pq ele só fala gritando??? Ou uma ou outra, ou ele tem problemas auditivos ou é tratado aos berros. Logo depois espiei os dois e ela estava falando bem alto para o garoto não mexer no bebedouro.

Acredite, os filhos são um reflexo das nossas atitudes, claro que nem sempre sou a rainha da paciencia, e isso reflete no comportamento dela.

Nunca recebi palmadas dos meus pais e nossa relação sempre foi a base do dialogo, acho que quero isso para mim e para Ju. Sabe até hoje converso sobre tudinhoooooo com meus pais...o dialogo é nosso forte sempre. Acredito nisso sim....demais!!!

Agressão gera agressão, grito gera grito.... Pense nisso amiga....talvez vc é a favor das palmadas até hoje, mas se derrepente mudar seu comportamento agora...a Bia tb pode mudar. Que tal tentar^???

,Bjo adoro vcssssssss