sábado, 26 de julho de 2008

O TEMPO PASSA.........

A monstra chegou e trouxe com ela sua amiga cólica. Puxa vida ninguém merece.
Estava aqui pensando, como o tempo passa e a gente nem percebe!

Em outubro vou fazer 33 anos, 2 anos de tentativas fracassadas e ainda tenho um diagnóstico que não posso engravidar naturalmente, só através de FIV. Na qual eu tenho só 35% de chance de sucesso.
Apesar de querer, nem sei como se inicia um processo de adoção, pois o Pedro não quer fazer isso agora.
Que hora então???? Ele já esta com 39 anos! Ele acha que e só entrar na fila e o bebê já vem!!!?!!!
Muitas mulheres são mães com 40 45 anos, mais eu não concordo. Imagine, seu filho com 20 anos de idade e você com 60 , 65 anos. Não é a ordem natural das coisas. 20 anos um filho precisa de muita ajuda, muita atenção, um acompanhamento de perto. E você com 60 65 anos vai fazer isso como??????
Imagine na formatura dele, você com 70 75 anos, gente isso tá errado!!!!!
Por isso decidi que vou resolver logo de uma vez isso. O tempo corre, e a gente tem que acompanha-lo.
Vou ter uma conversa com o Pedro, e botar um ponto final nesta história.
E a vida segue, vidinha...............................................

4 comentários:

Mah.. disse...

Amiga, ainda bem que a sua monstra não atrasa.. a minha sempre atrasava, e qndo ela vinha, a decepção era maior.. aff!
Concordo contigo! Não deixe isso pra depois.. se esse é o seu maior sonho, corra atrás p/ realizá-lo! Vou torcer por vc! Vc vai conseguir! Pensamento positivo SEMPRE!!!!
E não desanime com tentativas desastrosas! Não sei a sua situação financeira.. Mas faça qntas FIV puder! Uma hora vai acontecer.. tenha fé OK?!
Não te conheço, mas me sensibilizei com a sua história!
Bjo Grande!

Luciana disse...

Olá, Madri!
De vez em quando passo aqui, mas nunca comento. Te "conheço" através do e-family.
Vou comentar aqui o que penso, espero que você não me leve a mal.
Entendo o que você sente, mas acho que seu marido está certo em querer aguardar um pouco para adoção. E, por favor, não tente se precipitar. Tente não tratar a adoção apenas como uma substituição. Sua alma, seu coração tem que pedir por isso. Pense nisso para o seu bem e da criança.
E quanto ao tempo... Infelizmente (ou felizmente, aqui nunca saberemos dos desígnios de Deus), a vida não é uma ciência exata. Tantas pessoas de 60, 70 ou até bem mais velhas têm muito mais saúde e energia do que pessoas mais novas.
Um exemplo? Fui a primeira filha dos meus pais, ele tinha 27 anos quando eu nasci e 32 quando meu irmão nasceu. Ele teve um infarto fulminante aos 43. Já o meu marido não é filho de um casal jovem: a mãe dele o teve quando ela tinha 40 anos e o pai dele tinha 44. Acabamos de chegar da festa dela de 75 anos e o pai dele faz 80 anos ainda esse ano. E ambos ainda têm muita saúde, pique e ânimo.
Escrevi esses exemplos para que você pense um pouquinho sobre isso. A idade nem sempre é sinômimo de falta de energia e saúde. Afinal, meu marido com 20 anos tinha os pais por perto e gozando de plena saúde e cheios de atenção para com ele, já eu, que teoricamente teria mais chances de ter os dois, só pude contar com minha mãe.
Lembro agora dos meus avós, pais do meu pai, que tiveram uma filha temporão quando meu pai tinha 23 anos e o meu tio 26. Quando meu pai faleceu, meus avós ainda eram vivos. Eu perdi meu pai quando eu era adolescente, e minha tia já tinha mais de 30 quando meus avós morreram. E tanto meu avó quanto a minha avó só foram ficar doentes no último ano de vida de cada um. Ou seja, puderam acompanhar a minha tia em tudo o que ela precisava e assistiram a formatura dela.
E eu, cujos pais fizeram o "certo". Seguiram a linha cronológica certinha, não pude ter o meu pai na minha formatura.
Mais uma vez, espero que você não fique chateada comigo. Mas gostaria que você pensasse um pouquinho nisso.
Um beijo grande.
Luciana.

Sofia disse...

Ólá amiga,

Comcordo plenamente contigo. Deves começar a tratar já do assunto para o teu marido ter tempo de se preparar. Estas coisas levam tempo e o ideal é não deixar para depois. Quem sabe esse bebezinho não chega rápido.
Um grande beijo nesse coração.

Anônimo disse...

Oi amiga, eu concordo com vc, acho que já esperou demais....... sabe que pode sempre contar comigo, estarei sempre aqui qualquer que seja sua decisão.......
bjos e força!!!
da comadre de goiás..... Nine